CTT a galope para o futuro

São já quase 500 anos de história de uma empresa que recebe os desafios de braços abertos. Terminado o processo de transformação associado à privatização, o próximo desafio é claramente o lançamento do Banco CTT. Miguel Salema Garção, director de Marca e Comunicação da empresa, fala-nos destes projectos na edição de Janeiro.

Por TitiAna Amorim Barroso

A renovada identidade visual dos CTT , em linha com a nova postura da marca, mais orientada para o futuro, mas mantendo os valores de credibilidade e solidez, traduz-se num mensageiro a cavalo que deixa de estar a trote e passa a galope. Actualmente as áreas de negócio dos CTT são Correio, Expresso e Encomendas, de Serviços Financeiros, que agora culmina com a criação do Banco CTT , com a assinatura: “Um banco como os outros, mas um banco diferente dos restantes”.

«Os desafios estimulam-nos, mas sinto um conforto especial em saber que estamos munidos dos melhores argumentos técnicos e humanos para vencer», assim se sente Miguel Salema Garção, o rosto da Marca e Comunicação – áreas essenciais e com impacto imediato no valor da empresa.

Leia a entrevista na edição de Janeiro da Human Resources Portugal.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*