A Comunicação Interna é móvel

A Comunicação ajuda a manter as equipas unidas, mesmo aquelas que não trabalham no mesmo espaço e horário. Por isso as empresas socorrem-se de tecnologia e de novas práticas. Saiba o que faz a Jaba Recordati, o Vila Galé e a Microsoft nesta área  na edição de Fevereiro.

ÚUm artigo da revista britânica “Human Resources” revela que a dúvida não recai mais na questão “Será que a Comunicação é um nice-to-have?”. A Comunicação Interna tornou-se essencial para o sucesso dos negócios. A pergunta que agora se coloca é: “Como devemos comunicar com as equipas?” Graças à tecnologia, há mais maneiras do que nunca de os empregadores se ligarem aos colaboradores. As cartas redigidas formalmente deram lugar aos e mails, mensagens de texto, boletins, revistas, intranets, redes sociais e centros de reunião online.

Se o desejassem, os directores de RH poderiam mesmo comunicar com os colaboradores através de um meio diferente em cada dia da semana. No entanto, a Comunicação pode ser uma faca de dois gumes. A Comunicação Interna é hoje mais rápida e mais fácil de distribuir, no entanto é necessário saber controlar essa informação de modo a não despoletar dispersão ou reacções não desejadas por parte dos profissionais. É também preciso veicular a informação pelos canais certos de acordo com a sua substância, importância e a velocidade a que precisa de ser comunicada. Estes factores podem muitas vezes ajudar a determinar o melhor método.

Conheça as práticas da Jaba Recordati, Vila Galé e Microsoft na edição de Fevereiro da Human Resources.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*