Vodafone lança programa de recrutamento para mulheres

ReConnect é o programa criado pelo Grupo Vodafone para trazer de volta ao mercado de trabalho mulheres em interrupção de carreira de 26 países. A iniciativa é pioneira e também quer contribuir para aumentar o número de mulheres em cargos de direcção.

 

Ao longo dos próximos três anos, o Grupo Vodafone vai levar a cabo uma iniciativa à escala global com o objectivo de aumentar as oportunidades laborais para as mulheres. O programa Vodafone ReConnect pretende atrair mulheres qualificadas que, após um longo período de pausa na carreira (na maior parte dos casos para formar família), enfrentam dificuldades em regressar ao mercado de trabalho.

A Vodafone está também empenhada em aumentar a proporção de mulheres em cargos de chefia (diretoras e managers), sendo expectável que sejam recrutadas cerca de mil mulheres durante os próximos três anos. Este número representará cerca de 10% de todas as contratações externas levadas a cabo pelo Grupo Vodafone, para cargos de liderança.

O programa Vodafone ReConnect vai ser implementado nos 26 países onde a Vodafone opera, complementando outras iniciativas globais dedicadas ao encorajamento e apoio das mulheres no local de trabalho, nomeadamente a melhoria das condições associadas à licença de maternidade nos países onde esta prática não existe ou é insuficiente.

Um estudo realizado pela KPMG para a Vodafone indica que há, em todo o mundo, cerca de 96 milhões de mulheres qualificadas entre os 30 e os 54 anos de idade que têm a sua carreira em pausa. Destas, cerca de 55 milhões têm experiência em cargos de chefia (intermédia ou superior). O estudo da KPMG revela que se todas estas mulheres pudessem regressar ao mercado de trabalho, e pressupondo que o seu recrutamento não levaria ao afastamento de outros funcionários, o valor da actividade económica gerada rondaria os 175 mil milhões de euros por ano. Já os rendimentos familiares destas mulheres ascenderiam a 484 mil milhões de euros por ano.

O programa ReConnect inclui:

  • Divulgação de oportunidades de emprego e acções de sensibilização direccionadas para mulheres em interrupção de carreira;
  • Programas de formação criados para actualizar e reforçar competências profissionais, ajudando estas mulheres a prepararem-se para o regresso ao trabalho;
  • Criação de condições de trabalho mais flexíveis, como trabalhar a partir de casa, ou possibilidade de regressar ao trabalho de forma faseada (por exemplo, nos primeiros seis meses, trabalhar apenas quatro dias);
  • Formação às equipas de recrutamento para que os padrões de selecção das candidatas estejam alinhados com a missão deste projecto.

Para assinalar o Dia Internacional da Mulher, a Vodafone Portugal divulga nas redes sociais a campanha global que o Grupo Vodafone preparou, através de dois vídeos intitulados Connect e ReConnect.

O vídeo animado sobre o programa de recrutamento para mulheres em interrupção de carreira pode ser visto aqui.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*