22 startups finalistas do Protechting

O programa de aceleração promovido pela Fidelidade e pela Fosun nas áreas de Seguros e Saúde conta com 22 startups finalistas. As equipas seleccionadas vão participar num bootcamp, cujo objectivo é “apurar os modelos de negócio e potenciar o engagement entre os parceiros e as startups”.

 

As startups finalistas do Protechting chegam de 10 países, além de Portugal: Espanha, Itália, China, África do Sul, Irlanda, Brasil, Alemanha, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos da América. Durante o bootcamp, vão ter também a oportunidade de participar em workshops de inovação e palestras de gestão e motivação.

Finda esta fase do Protechting, serão escolhidas as 15 startups que seguirão para a etapa seguinte, integrando o programa de aceleração, desenvolvido em parceria com a Beta-i. Daqui sairão ainda três projectos premiados com um roadshow pela China e um grande vencedor, distinguido com um prémio monetário de 10 mil euros.

Manuel Tânger, head of Innovation & Corporate Acceleration e co-fundador da Beta-i, conta que esta edição do Protechtin recebeu 119 candidaturas de 33 países, «o que reforça o seu carácter internacional». Em comunicado, acrescenta que a diversidade de projectos e áreas de actividade «é óptima, precisamente pelo potencial de inovação que encerra para a indústria dos seguros e saúde».

As 22 startups seleccionadas são: AAAccell, Amiko, Bdeo, Beepcare, Byspectra, Coinscrap Finance, Healthinn, IBshurance, ifileme, Kuveda, NeuroPsyCAD, Oula.la Insurance, PeekMed, RiskAPP!, Sandlacus, Sentimer, UpHill, Videobot XClaim, Virtual Broker Group, VisionX, Visor.ai e WeSavvy.

Fonte: Executive Digest

Veja também estas notícias.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*