Especial: Gestão de Talento e Employer Branding

Criar uma marca empregadora consistente é um dos objectivos de qualquer empresa. Quando se trata de atrair, desenvolver e reter talento, o Employer Branding é a força estratégica. Materializa o que uma organização tem para oferecer aos potenciais e actuais colaboradores.

 

CASOS:

AKI: Embaixadores da marca
O Employer Branding do AKI tem ajudado a acelerar o plano de crescimento da empresa de distribuição de bricolage em Portugal. Uma área com terreno fértil para o negócio da relação.


Cegoc: As pessoas no centro
O valor sustentável de uma organização encontra-se nos activos intangíveis. Dentro destes, o talento é o que maior relevância possui.


Grupo Nabeiro: Uma abordagem inclusiva à inovação
De forma a estruturar o seu processo de inovação, a Delta Cafés desenvolveu o MIND, o principal motor de criação de valor e gestão de conhecimento da empresa, que visa envolver toda a organização.

Deloitte: Talento “de marca”
Na Deloitte, o talento tem uma marca: é formado por profissionais que se desafiam e sabem que impacto querem criar, na empresa, nos clientes e na sociedade.

EDP: Humana, inovadora e sustentável
A marca EDP assume-se como intimamente ligada às pessoas. É uma marca transparente e aberta, com um forte compromisso de satisfação das necessidades individuais e na procura do equilíbrio e desenvolvimento social.

Groundforce: “Ser Groundforce”
Numa empresa como a Groundforce Portugal cujo ADN se revê numa filosofia de aviação que vive ao segundo, há algo que permanece intocável, cruzando políticas, práticas e processos em ambiente aeroportuário, que é a importância valorativa que as pessoas conferem a esta grande casa. A imagem da empresa, o que a move, distingue e promove é o “Ser Groundforce“.

I Have The Power: Criar uma marca empregadora forte
Quanto maior for a genuinidade e a congruência de uma organização maior será a capacidade de reter e atrair talento. A empresa I Have The Power garante que sabe construir uma marca empregadora consistente.

NOS: O valor da experiência do colaborador
A NOS está ciente que só é possível um crescimento sustentável através de um efectivo compromisso de todos. O valor da empresa portuguesa de Comunicações e Entretenimento está dependente da forma como é trabalhada a experiência do colaborador nos seus múltiplos momentos.

Randstad: Um posicionamento humano
A Randstad assume-se como uma empresa relacional, que reconhece o talento e a capacidade de todos os que consigo trabalham. E tem no Employer Branding um dos pilares da sua estrtaégia.

REN: Valorização do capital humano
A Gestão de Talento, aliada a uma cultura forte são essenciais para recrutar e reter os melhores, garantindo o compromisso com a empresa e, por isso, a REN desenvolveu todo um programa estruturado, que começa no recrutamento, passando pelo acolhimento, benefícios, formação, gestão de talento e desenvolvimento.

Santander Totta: Simples, próximo e justo
São os três valores do Santander Totta, que se concretizam através de comportamentos, processos e atitudes concretas, pensadas pelas e para as pessoas. E complementam-se com a marca Somos Santander.

TAP: O “maestro” do sucesso
Pioneira em Portugal na aposta no Employer Branding, a TAP acredita que aquilo que a diferencia enquanto empregador é a forma de ser e estar da Companhia: de braços abertos.

The Navigator Company: Aposta estratégica e consistente

Para a The Navigator Company, o Employer Branding assume uma importância crítica na medida em que permite captar novos talentos, reforçar os quadros da companhia e solidificar a sua presença internacional.

ULJM: “Bright Future Made by You!”
É esta a proposta de valor da Unilever Jerónimo Martins, para quem o Employer Branding assume um papel fundamental na gestão do talento.

 

Conheça as boas práticas destas empresas ao pormenos na edição de Maio da Human Resources.

 

Veja também estas notícias.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*