Especial: Igualdade de Género

Temos hoje uma consciência cada vez maior da importância de se trabalhar em prol de organizações mais diversas. Inúmeros estudos comprovam que a diversidade é positiva para o os resultados do negócio e que permite aproveitarmos melhor todo o potencial e talento que existe nas empresas.

 

Por Isabel Viegas, docente na Universidade Católica e Consultora em Estratégia de Recursos Humanos

 

Por exemplo, a Chicago United refere que a média do ROE (return on equity) de companhias com um board corporativo diverso é de 25%, versus apenas 9% em empresas sem diversidade ao nível do board.

Também o crescente número de mulheres qualificadas nas empresas pode ser uma alavanca para o crescimento e sustentabilidade dos negócios. É por isso vital que se persiga um debate sério sobre o tema e que se apontem novos caminhos e soluções.

É com o propósito de contribuir para encontrar algumas “vias de aceleração”, que partilho cinco ideias, fruto da experiência e do privilégio que tenho tido de estar próxima de empresas, de homens e de mulheres que querem fazer a diferença.

Saiba quais são estas “vias de aceleração” na edição Julho/ Agosto da Human Resources e fique também a conhecer os casos das seguintes empresas:

BP: Tema estratégico
Acesso às mesmas oportunidades e a todos os recursos existentes na empresa, independentemente do género, é uma preocupação da BP.

CTT: Promover a mudança do paradigma
Na última década o tema da Igualdade de Género foi debatido e revisitado nos CTT, tendo a empresa introduzido medidas com vista à alteração de paradigma antigos.

EDP: Respeito pelo ser humano
Através de uma cultura cada vez mais multifacetada, a EDP pretende garantir a promoção e incorporação de uma cultura de Diversidade e Inclusão baseada no respeito pelo ser humano.

Montepio: Um tema de negócio
Para a Caixa Económica Montepio Geral (CEMG), a Igualdade de Género é não só um tema âncora na área de Recursos Humanos mas também um dos pilares centrais da aposta do banco para este ano.

REN: Desmistificar conceitos
A REN opera numa área tradicionalmente masculina por isso tem tentado desmistificar alguns conceitos e mostrar aos melhores talentos femininos que uma carreira no sector da energia pode ser extremamente aliciante.

Siemens: Esta indústria também é para mulheres
Na Siemens valoriza-se a diversidade pois acredita-se que são as diferenças que contribuem para que sejam mais criativos e mais inovadores. «São as nossas diferenças que nos tornam mais ricos e são as nossas diferenças que que nos têm conduzido à liderança.»

Sonae MC: A importância da diversidade
Na Sonae MC a diversidade tem uma longa história estando relacionada com a evolução, o crescimento e a diversificação dos negócios da empresa.

Vila Galé: As mesmas oportunidades
Encarada como uma não-questão, no sentido em que “internamente nunca houve qualquer desigualdade baseada no género”, a Igualdade de Género na Vila Galé é algo que intrinsecamente faz parte do ADN do grupo hoteleiro.

 

Leia os casos na íntegra na edição Julho/ Agosto.

 

Veja também estas notícias. E estas cadernos especiais.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*