Um desafio chamado Gestão do Compromisso

Gerir os talentos deverá ser sempre diferente de empresa para empresa pois estes devem ser geridos de acordo com toda a estratégia e alinhamento empresarial.

 

As empresas dependem da existência de colaboradores para desempenharem correctamente as suas funções. Uma estratégia de Recursos Humanos deve prever por que passos os colaboradores da mesma devem passar. Para François Coentro, director comercial da Meta 4, «em 2017, o grande desafio é as sinergias entre as empresas e os seus colaboradores que levem a um compromisso. O estabelecimento e manutenção deste é essencial para a retenção dos talentos nas empresas», afirma.

Defendendo que «a gestão de talento é um factor fulcral na estratégia de negócio e na obtenção de objectivos organizacionais», fala então do ciclo de vida do colaborador, de estratégia e objectivos organizacionais, de gestão de talento na estratégia e sobre as tecnologias que auxiliam e complementam tudo isto.

«As estratégias das empresas devem ser de estabilidade, crescimento, expansão ou contracção, e deverão ser diferentes para cada linha de vendas», acredita o responsável. «Devem também ter uma perspectiva financeira, de cliente, interna, e por fim, de aprendizagem e crescimento. Gerir os talentos deverá ser sempre diferente de empresa para empresa pois estes devem ser geridos de acordo com toda a estratégia e alinhamento empresarial. É necessário atribuir os talentos certos para cada função, definir quem é essencial, quem deve ser mobilizado ou quem ser formado.»

François Coentro faz notar que hoje em dia existem várias tecnologias que, quando aproveitadas, oferecem óptimos contributos para os Recursos Humanos e estes têm hoje ao dispor ferramentas para Internal Brand, Processos on boarding, ferramentas de descentralização de processos, ferramentas da comunicação, de medição de desempenho, progressão e evolução, de gestão de mudança, Big Data, entre outros.

O director comercial salienta que «as empresas dispõem hoje de tecnologias bastante completas para auxiliar os Recursos Humanos a responderem às necessidades crescentes das empresas, no entanto, a adopção de qualquer tecnologia, deve ser pensada para introduzir e adaptar à estratégia de RH definida pela empresa. Os produtos são bastante completos, mas a estratégia é o primeiro passo», ressalva.

Veja também estas notícias.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*