Millennials lideram crescimento das PMEs

O estudo “DNA of an Entrepreneur Report”, desenvolvido pela seguradora internacional Hiscox, revela que uma nova geração de empreendedores está a ganhar protagonismo a nível global.

 

A 9.ª edição do “DNA of an Entrepreneur Report” revela a confiança entre as pequenas e médias empresas (PME’s), com dois terços (67%) dos inquiridos a revelar um crescimento de receita e mais de sete em dez (71%) a expandir, em 2016, a sua base de clientes.

A recuperação económica está finalmente a traduzir-se num sólido crescimento do emprego no sector das pequenas empresas. Uma em cada seis empresas (16%) recrutou colaboradores e mais de um quarto (27%) planeia contratar no próximo ano.

Os millennials (que têm entre 20 e 40 anos) lideram o crescimento, sendo significativamente mais propensos a serem optimistas em relação a 2018 e a reportar uma melhoria nas suas finanças pessoais.

Destaques do estudo:

– Os millennials estão a prosperar: 50% dos que têm menos de 30 anos e 46% dos que têm entre 30 e 39 anos afirmam estar melhor do que há um ano atrás, o que contrasta com um terço ou menos de inquiridos mais velhos. Existe um fosso geracional semelhante no que diz respeito ao optimismo revelado relativamente a 2018.

– Diversificação: 26% dos entrevistados gere actualmente mais do que um negócio. São um grupo dinâmico, representando mais de um terço (35%) daqueles que planeiam introduzir um novo produto e quase metade (48%) dos exportadores.

– Concentração de negócios: 16% das pequenas empresas depende de um único cliente, responsável por metade da sua receita. O entrevistado médio depende do seu maior cliente em mais de um quarto (26%) das suas receitas, mas a percentagem é maior nos empresários em nome individual (29%). O problema é mais grave nos sectores de transporte de e serviços.

– Ataques cibernéticos: 13% já sofreram um ataque cibernético, 11% dos quais em 2016. Quase metade destas empresas (48% versus 26% em 2016) afirma que o ataque resultou numa perda séria.

– Crescimento global: 67% das empresas tiveram um aumento da receita.

– Instabilidade política: 31% das empresas do Reino Unido, 36% dos EUA, 43% de França e 57% de Espanha afirmam que está a impactar os seus negócios.

– Crédito mais fácil e crescimento do financiamento alternativo: Embora o número de empresas que afirmam que o financiamento bancário tornou-se mais difícil ser ainda superior aos que afirmam que se tornou mais fácil, a diferença diminuiu significativamente. Há um ano, 15% dos inquiridos afirmavam que o financiamento bancário era mais difícil (22% achavam mais difícil e 7% achavam mais fácil), agora este número diminuiu para apenas 8%.

O estudo contou com as respostas de 4 mil proprietários de pequenas empresas e gerentes séniores de seis países – Reino Unido, Estados Unidos, França, Alemanha, Holanda e Espanha.

 

Veja também estas notícias.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*