As 10 competências do futuro

A Randstad fez um questionário a alguns participantes da XIV conferência da Human Resources Portugal com o tema “Que soft skills no futuro?” e o resultados mostram algumas diferenças em relação ao que o World Economic Forum prevê para 2020 no seu relatório “Future of Jobs”. Conheça o ranking completo e as grandes diferenças que se registaram.

 

O resultado do estudo efectuado pelo WEF listou as seguintes competências, por ordem de relevância: a resolução de problemas complexos, o pensamento crítico, a criatividade, a gestão de pessoas, o trabalho em equipa, a inteligência emocional, a tomada de decisão, a orientação para o cliente, a negociação e a flexibilidade cognitiva.

 

Na XIV Conferência Human Resources Portugal, os participantes não responderam de forma idêntica à que foi dada pelos questionados pelo WEF, tendo os directores de recursos humanos e líderes portugueses dado prioridade à inteligência emocional, ao trabalho de equipa e à gestão de pessoas.

A lista é, também por ordem de relevância: a inteligência emocional, o trabalho de equipa, a gestão de pessoas, a criatividade, a orientação para o cliente, o pensamento crítico, a flexibilidade cognitiva, a resolução de problemas complexos, a tomada de decisão e a negociação.

As maiores diferenças entre os dois questionários são nas competências que ficam nas posições de topo. A resolução de problemas complexos é desvalorizado para o oitavo lugar no questionário da Conferência Human Resources, em detrimento da inteligência emocional que de sexto passa para primeiro, por exemplo.

Se no topo da tabela são muitas as alterações, as diferenças são menores nos últimos lugares. Negociação, tomada de decisão e flexibilidade cognitiva estão nas quatro últimas posições.

A XIV Conferência Human Resources teve lugar no Museu do Oriente, a 21 de Novembro, com o tema “People 4.0 – Que competências no futuro?”.

Veja também estas notícias

 

 

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*