Barómetro: Reconversão de competências: já está a ser feita?

Na XIII edição do Barómetro Human Resources demonstra que a capacitação dos colaboradores para a 4.ª Revolução Industrial é uma preocupação para a maioria dos gestores. Mas nem todos deram início a este processo.

 

Por Ana Leonor Martins

 

Na XIII edição do Barómetro Human Resources mantivemos o tema da revolução digital, mas para tentar perceber, em concreto, em que é que isto se está a traduzir nas empresas. Assim, questionámos não só se as empresas estão preparadas, mas também se estão a capacitar os seus colaboradores para esta nova realidade e se perspectivam que algumas funções sejam substituídas, a curto prazo, por máquinas/ robots, nas suas empresas.

Tendo como novidade ser um questionário mais curto, baseado só num tema principal, manteve-se no entanto a pergunta de actualidade, este mês relacionada com a apresentação do Orçamento do Estado para 2018, que prevê uma redução do IRS em todos os escalões.

As três perguntas fixas foram igualmente mantidas, tendo por objectivo continuar a traçar a evolução no que ao emprego e aos salários diz respeito.

O painel do Barómetro Human Resources continua a crescer, contando com mais de 150 especialistas que, mensalmente, são desafiados a partilhar as suas perspectivas sobre temas na ordem do dia no que à Gestão de Pessoas diz respeito. São maioritariamente directores de Pessoas (75%), mas o painel conta também com presidentes/ chief executives officers (10%) e directores de Marca/ Comunicação e/ ou Marketing (15%).

 

Preparados para a revolução digital?

Quando questionados sobre se “A sua empresa está preparada para a revolução digital que já se começa a fazer sentir” exactamente metade (50%) dos especialistas não tiveram dúvidas em afirmar que sim, que a sua empresa está preparada. Mas apenas 2% afirmou estar completamente preparada, sendo que 24% assegura que está bem preparada. Numa percentagem acumulada, resulta assim em 76%, face aos 22% que reconhecem que a sua empresa está mal preparada. Não obstante, ninguém acredita estar muito mal preparado ou nada preparado para esta realidade.

 

Outra tema abordado foi o da preparação/ reconversão dos colaboradores. À pergunta “A sua empresa está a trabalhar no sentido da capacitação dos colaboradores para a revolução digital” o cenário volta a ser optimista, com 48% dos inquiridos a afirmar que “sim, há vários anos”. Houve ainda 24% que admitiu que, pese embora já esteja a trabalhar nessa capacitação, só o começou a fazer este ano. Por outro lado, 15% admite que o tema é uma preocupação, mas o processo de capacitação dos colaboradores ainda não teve início, enquanto 9% garante que esse processo irá começar para o ano. Só 2% não está sensibilizado para o tema.

 

Leia o artigo na íntegra e conheça todos os resultados na edição de Novembro da Human Resources, bem como os testemunhos de Luís Moura, director de Recursos Humanos da NOS, José Manuel Veríssimo, professor de Marketing e Estratégia do ISEG, e de Isabel Ferreira, directora de Recursos Humanos da Medinfar.

Veja também estes artigos.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*