500 professores fora das universidades

Mais de 500 professores do ensino superior, que estão a terminar o doutoramento, não vão ser contratados. O alerta é do Sindicato Nacional do Ensino Superior (SNESup).

“Existem mais de 500 professores a terminar o doutoramento com os quais as universidades e politécnicos não estão a celebrar contratos”, avisa o presidente do SNESup, António Vicente em declarações ao Diário Económico.

João Cunha e Serra, da Fenprof, avisa que este número pode ainda aumentar para três mil. Em causa está uma interpretação na lei do Orçamento de Estado 2011 que proíbe contratações e aumentos salariais. Esta leitura leva a que muitas instituições “não estejam a cumprir com a excepção prevista na lei para o superior e alegam que não vêem na lei suficiente apoio”, explica Cunha e Serra.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*