7 livros para ler nas férias

Os professores da Nova SBE Executive Education recomendam 7 livros para ler durante as férias sobre o impacto da transformação digital na sociedade.

 

– Factfulness: Ten Reasons We’re Wrong About the World and Why Things Are Better Than You Think por Hans Rosling
Recomendado por Miguel Moreira , coordenador Científico do programa Liderar a Transformação Digital

Numa era de afirmação do big data analytics, este livro transporta-nos para novas dimensões de análise do mundo, da sociedade e do impacto da tecnologia. É um alerta para velhos problemas, agora amplificados, como: a criação de preconceitos baseados em realidades que já não existem, a visão do mundo baseada em médias que pode ser enganadora e a falta de contacto humano e na primeira pessoa com a realidade que estamos a analisar que é tantas vezes determinante para o entendimento dos números que a representam, independentemente do poder da tecnologia que usamos.

Este livro é também uma homenagem póstuma ao médico e data scientist sueco, Hans Rosling, pelo seu filho e sua nora que foram coautores do mesmo. Acima de tudo, Hans deixa-nos uma visão otimista e cheia de esperança, tentando contrariar o sentimento pessimista largamente partilhado no mundo ocidental, onde as perceções da realidade são muitas vezes erradas.

 

– Media in Focus: Marketing Effectiveness in the Digital Era por Les Binet e Peter Field
Recomendado por Jorge Velosa, coordenador Científico do programa Nova WPP Digital Week

O livro detalha as aprendizagens mais recentes, algumas das quais surpreendentes, relativas à utilização de media na era digital. Baseado em casos dos prémios de eficácia do IPA (Institute of Practioners in Advertising – UK), o mais exigente fórum de avaliação de campanhas de comunicação da Europa, o livro é um must-read para quem quer compreender os media de hoje.

Este é o primeiro de uma série de livros sobre a eficiência do marketing na era digital, criada pela Google em parceria com a Thinkbox.

 

– Soonish: Ten Emerging Technologies That’ll Improve and/or Ruin Everything por Kelly e Zach Weinersmith
Recomendado por João Castro, docente no programa Liderar a Transformação Digital

Quando se junta um cartoonista a um cientista e se lhes pede que expliquem a vanguarda da tecnologia, o resultado é uma leitura descontraída e irresistível que não serve (apenas) de adereço intelectual para mostrar na praia ou nas esplanadas. Soonish é um compêndio de 10 tecnologias (e mais algumas) que são retratadas simultaneamente de forma séria e hilariante. Para o verão será um companheiro fértil para lançar conversas com os amigos sobre o estado-da-arte de elevadores espaciais, energia de fusão, realidade aumentada, biologia sintética, medicina dirigida, interfaces homem-máquina, entre outras. Nunca o futuro da humanidade pareceu tão risonho (pelo lado dos que são bem-dispostos!).

Nota: este livro saiu no final de 2017 e já devia ter sido uma recomendação para prendas de Natal de todos os que se portaram bem!

 

– Life after Google: The Fall of Big Data and the Rise of the Blockchain Economy por George Gilder
Recomendado por António Marinho Torres, docente no programa Nova WPP Digital Week

Big data tem sido o principal fator de criação de valor económico. Progressos em inteligência artificial intensificam ainda mais o seu impacto, criando um consenso de que o futuro será uma versão amplificada do presente. George Gilder, entretanto, oferece uma visão alternativa do futuro; uma opinião contrária que gera interesse justamente por não se enquadrar nesse consenso.

O fim da internet como a conhecemos hoje é iminente: esta é a premissa do livro.

 

– Dying for a Paycheck: How Modern Management Harms Employee Health and Company Performance—and What We Can Do About It por Jeffrey Pfeffer
Recomendado por Miguel Pina e Cunha, coordenador Científico do Curso Geral de Gestão

Tem o email do trabalho no telemóvel e tem o telemóvel sempre consigo? Apesar de não estar na descrição das funções do contrato de trabalho, esta é uma prática que se espera de um colaborador nos dias de hoje. A realidade é que a tecnologia aumentou o horário de trabalho para 24 horas diárias, o que aumenta o nível de stress e os causas de burnout, mas tem o efeito contrário na produtividade.

Baseado num trabalho empírico robusto, o livro revela os custos da má gestão de pessoas e da cultura de trabalho contemporânea para as próprias pessoas, para as empresas e para a sociedade, enquanto oferece pistas para abordar o problema. Não é um livro light, mas dá que pensar. E quem disse que a melhor literatura para o verão tem de ser light?

– Great at Work: How Top Performers Work Less and Achieve More por Morten T. Hansen
Recomendado por Nadim Habib, docente no programa Liderar a Transformação Digital

O tema é a transformação digital, por isso a minha sugestão pode parecer estranha. Mas a realidade é que a revolução tecnológica implica maior produtividade e cria a necessidade de nos reinventarmos continuamente para permanecermos relevantes na era da automação.

Este livro é um dos poucos que aborda a produtividade pessoal de uma perspectiva sólida e empírica, evitando os clichés que rodeiam o tema e dificilmente adicionam valor à discussão. É uma leitura que recomendo a todos os que procuram focar-se na sua produtividade sucesso profissional.

 

– Mentes Digitais por Arlindo Oliveira
Recomendado por José Crespo de Carvalho, coordenador Científico da Pós-Graduação Aplicada em Supply Chain Management

Será que o cérebro humano, dito inteligente, é o único capaz de albergar essa mesma inteligência? Seremos capazes de criar mentes digitais que mimetizem cérebros humanos? E que mentes digitais serão essas? Parceiras, concorrentes? Como evoluiremos a partir daqui?

Este livro é uma viagem pela expansão tecnológica, as leis dos campos eletromagnéticos de Maxwell e a evolução do número de transístores nos microprocessadores prevista por Moore, que culmina na economia da internet e do mundo digital. São explicados o computador, a inteligência artificial e o cérebro humano, fazendo emergir o paralelo cérebro humano–máquina (será explicado pela Origem das Espécies de Darwin?). Esta é uma leitura em português que recomendo a todos os que refletem filosófica e empiricamente sobre o futuro do ser humano e das máquinas.

 

Veja também estas notícias.

 

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*