A Gestão de Pessoas está a ganhar ou perder relevância?

Em Portugal, a procura por profissionais de Recursos Humanos registou no último ano um crescimento de 34% na Michael Page. A empresa de recrutamento revela ainda as funções mais procuradas e o que dificulta a atracção dos melhores talentos.

 

De acordo com a Michael Page, o crescimento da procura de profissionais de Recursos Humanos (RH) «deve-se à importância crescente de formas de captar e reter talento nas organizações».

Entre os cargos mais procurados encontram-se os HR managers, directores de RH, responsáveis e técnicos de recrutamento e selecção, gestores de formação, HR business partners e gestores de projecto de recursos humanos. Relativamente a funções operacionais, administrativas e de payrool, é mais elevada a procura por HR operations, HR administrative, payroll manger e payroll specialist, responsável de relações laborais, HR reporting e analyrics e técnico de compensação e benefícios.

Apesar de se tratar de um sector com «altas taxas de empregabilidade», a Michael Page aponta para a «escassez de recursos deste tipo com disponibilidade imediata e algumas dificuldades em atrair os melhores perfis, face aos limitados valores salariais oferecidos».

Ainda assim, a remuneração base tem evoluído de forma gradual, assim como os benefícios, dos quais se destaca o seguro de saúde e a retribuição variável anual. Em cargos de gestão e coordenação de equipa (hr managers ou directores de recursos humanos) ou que implique uma deslocação diária, verifica-se ainda a atribuição de viatura de empresa.

«Prevê-se um constante dinamismo da área de RH na procura deste tipo de perfis, o que se traduz na crescente relevância deste tipo de funções para o âmbito empresarial no sentido de captar, reter e desenvolver o melhor talento nas empresas», refere Bernardo Samuel, manager da Michael Page Human Resources.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Uber Eats e Time Out organizam batalha gastronómica
Automonitor
Campanha Free Now: Viajar pela Europa com 25% de desconto