Antonio Huertas é o novo presidente da Mapfre

No seu discurso, o novo presidente da Mapfre referiu que espera superar os 25 mil milhões de euros em receitas em 2012 e obter, assim, um crescimento superior a 6%, num ano que se afigura “duro e exigente”. A Mapfre obteve um lucro líquido de 963 milhões de euros, mais 3,2% do que o ano anterior.

«Para o crescimento terá um papel relevante o dinamismo nas nossas áreas internacionais, embora também em Espanha esperemos obter boas receitas devido ao incremento das quotas de mercado em todos os sectores», afirmou Antonio Huertas. O novo presidente referiu ainda que internacionalmente o Grupo pretende aumentar a sua posição de liderança na América Latina, melhorar a sua rentabilidade e impulsionar a sua rede comercial, referindo-se à aliança com o Banco do Brasil como primordial na estratégia de conquista de quotas de mercado e benefícios do Grupo no Brasil.

Nos restantes países nos quais opera, a Mapfre continuará a procurar redes de distribuição com o objectivo de continuar a crescer. «Continuaremos a analisar oportunidades para novos negócios em países emergentes do Sudeste Asiático e Europa do Leste, bem como os que apresentam um quadro macroeconómico favorável ao desenvolvimento do seguro», sublinhou.

Antonio Huertas substitui assim José Manuel Martínez, presidente da Mapfre desde 2001 e que desenvolveu toda a sua carreira profissional no Grupo. Esta foi uma passagem de pasta apreciada pelo presidente interino, satisfeito com a nomeação de António Huertas a quem lhe destacou «muitas responsabilidades desempenhadas com êxito, capacidade inovadora, rigor na gestão, eficácia na direcção de RH e capacidade para assumir desafios empresariais.»

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*