Barómetro: Que Gestão de Pessoas teremos em 2019?

A “urgência” da atracção e retenção de talento intensifica-se, voltando este tema a ser identificado como tema prioritário, e de forma ainda mais destacada, em termos de Gestão de Pessoas, em 2019. E as perspectivas em relação ao emprego e aos salários mantêm-se positivas.

 

Por Ana Leonor Martins

 

O ano ainda está no início e por isso o que trazemos nesta 25.ª edição do Barómetro Human Resources são tendências para a área da Gestão de Pessoas. Assim, voltámos a questionar o nosso painel de especialistas sobre quais acreditam que vão ser os grandes temas da Gestão de Pessoas em 2019, e vamos nesta análise comparar os resultados com os obtidos em anos anteriores. Concretizando, quisemos também saber quais as áreas sob responsabilidade das direcções de Recursos Humanos vão estar mais pressionada pelo negócio nas empresas dos profissionais inquiridos. E o papel dos gestores de Pessoas, qual será? Que influência irá assumir na estratégia do negócio e qual será o maior desafio que irão enfrentar em 2019? Foram outras perguntas que colocámos ao painel.

Retomámos também temas mais macro, para perceber como estes profissionais percepcionam a evolução do emprego, das contratações e dos salários, para o novo ano.

O painel do Barómetro Human Resources tem vindo a ser reforçado, contando com cerca de 160 especialistas que, mensalmente, são desafiados a partilhar as suas perspectivas sobre temas na ordem do dia no que à Gestão de Pessoas diz respeito. São maioritariamente directores de Pessoas (75%), mas o painel conta também com presidentes/ chief executives officers (10%) e directores de Marca/ Comunicação e/ ou Marketing (15%).

 

O talento em destaque

O tema não é de hoje. A “Guerra pelo Talento” foi o grande destaque na primeira Conferência Human Resources do ano passado. Já em 2018, a “atracção e retenção de talento” foi identificado, de forma destaca, como o grande desafio na Gestão de Pessoas em 2019, com 49% das respostas e a vinte pontos percentuais da “adaptação de competências às novas tecnologias”. E em 2017 o digital tinha sido considerado o principal desafio, com 72% das respostas.

O talento – mais concretamente a necessidade de o atrair e reter nas empresas – volta a estar em destaque, e desta vez de forma ainda mais acentuada. Dos inquiridos, 59% identificaram este tema como o grande desafio para 2019, mais 10 pontos percentuais (pp) do que em período homólogo o ano passado, e mais 22 pontos percentuais do que o segundo maior desafio identificado – novamente a “transformação digital” (37%). O outro grande tema identificado pelo painel (podiam escolher até três) foi o “equilíbrio entre a vida pessoal e profissional e o bem-estar dos colaboradores, com 33% das respostas, destronando do pódio a “liderança de equipas” (25%), que o ano passado tinha ficado em terceiro lugar.

Conheça todos os resultados e análise na edição de Fevereiro da Human Resources, e leia os testemunhos de Pedro Ribeiro, director de Recursos Humanos do Super Bock Group, e de André Ribeiro Pires, executive board member e chief Digital and Information officer do Grupo Multipessoal.

 

Veja aqui outros temas e outras análises, do Barómetro Human Resources.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Arranca a segunda edição do From Start-to-Table
Automonitor
Audi assinala os 25 anos de desportivos RS