Candor agora é Liqui.do e quer contratar

A Liqui.do pretende contratar cerca de 30 novos colaboradores, essencialmente para as áreas de vendas e do desenvolvimento informático, para responder aos desafios tecnológicos que se avizinham, bem como receber investimento externo que lhe permita continuar a crescer.

 

«A aposta na captação de talento passa também por darmos a todos os nossos colaboradores formação contínua, para que possam responder da melhor forma às exigências específicas de todos os clientes», afirma Sérgio Nunes, founder e CEO da Liqui.do.

A par dos investimentos que a empresa está a levar cabo através do reforço das equipas e tecnologias para os seus produtos apostará, também, em 2019, no alargamento das suas operações a novas geografias. «Esperamos entrar em Espanha com estrutura própria em 2019. Este investimento representa o nosso compromisso em fazer a empresa crescer e atingir os objectivos a que nos propusemos», partilha o responsável.

A Liqui.do, startup que se dedica ao fornecimento de soluções de renting de equipamentos para empresas, nasce de um processo de rebranding estratégico da Candor, fundada em 2015 por Sérgio Nunes. Em 2017, a empresa concedeu 7,5 milhões de euros de financiamento via renting e prepara-se para fechar o ano de 2018 com um valor de cerca de 20 milhões de euros, que coloca a empresa com um total de activos de 30 milhões de euros, distribuídos por cerca de seis mil clientes. «Estes números vão permitir à Liqui.do um crescimento de cerca de 150%», perspectiva-se.

Veja também estas notícias.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*