Equilíbrio entre a vida profissional e pessoal a melhorar

O equilíbrio entre vida profissional e pessoal dos empresários portugueses melhorou 8%, entre 2010 e 2012. A conclusão é do Índice da Regus de “Equilíbrio entre a Vida Profissional e Pessoal”, que foi divulgado hoje.

«Apesar de estarem a trabalhar mais do que nunca, as pessoas gostam cada vez mais do seu trabalho, e metade sente que tem tempo suficiente para estar em casa ou para utilizar na realização de objetivos pessoais», lê-se em comunicado.

O Índice calibra indicadores de satisfação relativos ao trabalho e o ponto de vista dos inquiridos sobre o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal com dados de práticas da vida real, como sejam, as horas de trabalho e as deslocações casa-trabalho.

Este é um inquérito global realizado a cerca de 16.000 profissionais em mais de 80 países.

As principais conclusões do estudo:

– A pontuação actual do Índice português é de 110, abaixo da média global de 124;

– Mais de metade dos profissionais estão mais satisfeitos com o trabalho (72%) e 50% estão satisfeitos com o tempo passado em casa ou utilizado na realização de objetivos pessoais;

– A maior parte dos profissionais (79%) afirma que obteve mais resultados no trabalho do que em 2010, confirmando a relação entre um bom equilíbrio entre a vida profissional e pessoal e a produtividade;

– Mais de um quarto (29%) dos inquiridos afirma que as empresas tentaram reduzir o tempo em deslocações dos profissionais, reconhecendo o esforço resultante de uma longa viagem entre casa e o trabalho.

«O inquérito confirma ainda o importante facto de que os profissionais mais satisfeitos são também os mais produtivos, com uma maioria convincente dos inquiridos a afirmar que está a obter mais resultados do que em 2010», afirma Nuno Condinho, Country manager da Regus para Portugal e Espanha.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*