Guru norte-americano: PME devem exportar

Peter Cohan, especialista internacional em empreendedorismo, tecnologia e inovação, vai participar na conferência “Coimbra Fostering Innovation” no dia 15 de Novembro, na Casa das Caldeiras, em Coimbra, a partir das 14h30.

O professor norte-americano e colaborador da revista “Forbes” fará uma intervenção a respeito da capacidade de serem criadas novas oportunidades na tentativa de dinamizar receitas e lucros por parte das Pequenas e Médias Empresas (PME) Portuguesas.

“O receio da estagnação da economia Portuguesa pode ser a motivação que faltava aos empresários portugueses, para verem os mercados externos como o único caminho a seguir, frisa Peter Cohan

“Portugal é um mercado pequeno, pelo que para as PME – que constituem a larga maioria do tecido empresarial português – crescerem, é imperativo que se foquem na exportação. Os mercados externos tornam-se ainda mais imperativos quando a economia doméstica não cresce,” salienta.

Nos últimos anos, Peter Cohan consolidou a sua influência como um consultor e teórico internacional na área do empreendedorismo, da tecnologia e da inovação. Professor do Babson College, Peter Cohan é ainda gestor da Peter S. Cohan & Associates, uma empresa de consultoria de gestão e de Venture Capital e é também autor de várias obras literárias e de outros tantos artigos para publicações na área económico-financeira.

Fará ainda parte do programa da conferência “Coimbra Fostering Innovation” uma mesa redonda, que contará com a presença de empresários, académicos e investigadores da região de Coimbra, que debaterão as potencialidades do mercado da tecnologia e o potencial exportador dos seus produtos e serviços mais inovadores.

“As empresas portuguesas podem e devem aproveitar as oportunidades que os mercados externos proporcionam, delineando e executando estratégias de exportação eficazes. Para exportar com sucesso, as empresas devem procurar entender os pontos fortes e fracos do seu negócio e, também, do seu mercado de exportação,” refere Gonçalo Quadros, Presidente-executivo da Critical Software.

A Critical Software, Universidade de Coimbra e IPN acreditam que esta conferência se materialize numa experiência capaz de fomentar a troca de experiências e servir para reter exemplos de como contornar uma conjuntura menos positiva.

A organização é tripartida entre a Critical Software, a Universidade de Coimbra e o Instituto Pedro Nunes (IPN) e os objectivos passam “fomentar a troca de experiências e servir para reter exemplos de como contornar uma conjuntura menos positiva”, lê-se em comunicado.

O quê: conferência “Coimbra Fostering Innovation”

Onde: Casa das Caldeiras, em Coimbra

Quando: 15 de Novembro

Mais informação: http://vps01.mediaprimer.pt/inovc2/index.php?option=com_k2&view=item&id=152:coimbra-fostering-innovation&Itemid=47&lang=pt

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*