Mudança de paradigma!

Ricardo Florêncio

Director da Revista HR Portugal

Editorial publicado na edição de Abril de 2014 da revista HR Portugal

Nos últimos meses têm sido diversas as mudanças nos cargos de topo na Gestão de Pessoas.

E há duas grandes, e boas, novidades nestas mudanças. Por um lado, a faixa etária dos novos responsáveis. Mais novos, porém com experiência de gestão, com experiência de vida, ou seja, à partida suficientemente preparados para enfrentar as dificuldades dos seus novos desafios, trazendo uma visão para a função.

Contudo, a outra novidade parece-me substancialmente mais importante. Na verdade, há cada vez mais pessoas que vêm dos negócios, de outras áreas, para a Gestão de Pessoas e das funções de Recursos Humanos. É claramente assumir a capital importância das funções de Gestão de Pessoas, da tradicional Direcção de Recursos Humanos, e o seu tratamento igual a qualquer outra área dentro da empresa. É finalmente assumir-se que não é uma área estanque e diferente nas organizações, mas sim uma área de gestão de excelência, com as suas óbvias especificidades, aliás, tal como todas as outras.

É uma mudança de paradigma digna de registo, que leva a novos e grandes desafios, quer para os actuais Directores de Recursos Humanos como para a própria função, pois vai abri-la e disponibilizá-la a todo e qualquer gestor, que assim começa a ver com outros olhos aquela função, apercebendo-se que também através dela pode chegar ao topo da organização. E que a empresa passou a valorizá-la de modo diferente. É mais uma função que se abre nas mecânicas de progressão de carreira, na gestão de expectativas.

É claramente uma valorização da função de Gestão de Pessoas e por isso merecia estar a ter mais eco e divulgação.

Interessa pouco se devia ter sido mais cedo. O que realmente interessa é que já aconteceu!

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Android aposta em marca mais inclusiva
Automonitor
Novo EV Concept『45』da Hyundai vai a Frankfurt