Na Crédito y Caución a gravata fica em casa

A Crédito y Caución, empresa de Seguros de Crédito em Portugal, implementou uma medida interna que visa incentivar os seus colaboradores a deixar a gravata no armário nos meses de Julho e Agosto.

“Com esta iniciativa, a sensação térmica sentida pelos colaboradores pode diminuir até dois graus centígrados, com os evidentes benefícios em termos de bem-estar. A somar a isto, promovemos na Crédito y Caución a utilização mais racional da energia sendo que reduzimos para um ou dois graus a temperatura do ar condicionado no local de trabalho, evitando emissões desnecessárias de CO2 para o meio ambiente”, explica a Direcção de Recursos Humanos que desenvolve esta medida.

A excepção vai para os momentos de apresentação da empresa – altura em que os colaboradores devem usar gravata.

Alguns países, sobretudo o Japão, têm vindo a promover desde 2005 programas semelhantes. E, mais recentemente, o Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, liderado por Assunção Cristas, também já adoptou a medida.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*