Navigator propõe prémio de 23 milhões de euros para trabalhadores

A The Navigator Company vai propor esta terça-feira, durante uma assembleia geral de accionistas, a distribuição de um prémio de 23 milhões de euros  – «o valor mais elevado na história da empresa» – aos cerca de 3200 colaboradores.

 

Em comunicado, a produtora de pasta e papel afirma que «acordou recentemente com as entidades representativas dos trabalhadores aumentos generalizados nos ordenados e subsídios». A actualização salarial «sofreu aumentos entre 1,5% e 2%, tendo sido igualmente actualizados o subsídio mensal de alimentação (7,85 euros), o subsídio de infantário até aos 12 meses (70 euros) e o subsídio mensal de apoio especial aos filhos dos trabalhadores portadores de deficiência (100 euros)».

Aumentou também o subsídio anual de livros para os filhos de todos os trabalhadores que estejam entre o 1.º ciclo e o ensino superior. Os valores situam-se agora entre os 95 euros e os 340 euros, tendo subido igualmente para 500 euros o valor da bolsa de estudo anual atribuída aos filhos que obtenham melhor aproveitamento escolar.

A empresa acrescenta ainda que a este «conjunto de regalias» juntam-se o aumento no número de feriados de laboração contínua (pagamento de 11 feriados à taxa horária de 240%, independente da realização ou não de trabalho), a redução do número de horas, de 40 para 39 horas semanais, «entre outros benefícios concedidos aos colaboradores».

Nos últimos quatro anos, a Navigator (antiga Portucel Soporcel) investiu 470 milhões de euros em Portugal, aumentando o seu efectivo em 620 trabalhadores.

 

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...