O Coaching como acelerador de resultados

A Verallia Portugal tem iniciativas regulares de Coaching e PNL com o objectivo de envolver os colaboradores e potenciar as suas competências.

A Verallia Portugal dedica-se ao fabrico de garrafas e embalagens de vidro com uma abordagem estética, ergonómica e sustentável. Junto dos colaboradores, recorre a várias iniciativas de Coaching e PNL para promover o trabalho em equipa, a entreajuda e as skills individuais. Célia Carrasqueiro, directora de Recursos Humanos, explicou à Human Resources Portugal como o Coaching e o PNL são mais-valias para a produtividade da empresa.

Que iniciativas de Coaching a Verallia promove junto dos seus colaboradores?
A Verallia Portugal sempre adoptou soluções “fora da caixa” nas suas políticas de Gestão de Recursos Humanos e de Gestão de Pessoas, com o objectivo de construir aquilo que conhecemos ao dia de hoje como uma das melhores equipas e empresas para trabalhar. De há oito anos para cá, introduzimos o Coaching individual para os directivos e depois fizemos progredir esta ferramenta em cascata pelos Quadros, Quadros Intermédios, Encarregados e Empregados. Mantemos as sessões individuais para todas as novas contratações e para todos os colaboradores que necessitem de algum apoio psicológico. Desde há quatro anos quisemos alargar a toda a população, criando mais uma intervenção de Coaching em equipa

A nossa formação comportamental e de liderança tem uma franca influência da PNL e do Coaching. Criamos Team Buildings e dinâmicas para fomentar o nosso espírito de equipa.

São iniciativas regulares?
O Coaching individual decorre com cada líder durante um ano, com uma varia- ção mensal, e o Coaching de Equipa rea- liza-se quatro vezes por ano com cada sector da nossa empresa. Os Team Buildings são anuais.

Os acompanhamentos psicológicos acontecem sempre que necessário ou aquando da detecção de riscos psicos- sociais. Como complemento a esta preocupação temos o levantamento de todos os riscos psicossociais através de um questionário anónimo que se realiza em simultâneo com o estudo de clima organizacional. O tratamento dos dados leva a um plano de acção que passa muito pelo Coaching, acompanhamento e apoio.

Leia a entrevista na íntegra na edição de Dezembro da Human Resources.

Leia também estas notícias.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...