Qual o impacto da falta de confiança nas receitas das empresas?

De acordo com o Accenture Competitive Agility Index, uma diminuição na confiança dos stakeholders pode ter um impacto substancial na competitividade das empresas. Saiba exactamente quanto.

 

Os dados do estudo indicam que 54% das empresas analisadas sofreram uma grande queda no grau de confiança, o equivalente à perda de 160 mil milhões de euros de potenciais receitas.

De acordo com o estudo, quando uma organização enfrenta uma diminuição substancial de confiança entre os seus stakeholders chave – clientes, investidores, colaboradores, fornecedores, analistas e media – o resultado é a diminuição de dois valores, em média, na sua pontuação do índice. Um valor a menos no índice equivale, em média, a um impacto negativo de 3% no crescimento da receita e de 5% no EBITDA (“Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”). É um indicador muito utilizado para avaliar empresas de capital aberto, em todos os sectores.

Quando ocorre uma perda de confiança, as empresas sofrem, geralmente, uma queda no crescimento da receita e do EBITDA. Embora a percentagem média varie conforme o sector, quando ocorre uma quebra no grau de confiança, esta impacta empresas de todas as indústrias, que acabam por sofrer quebras significativas tanto nas receitas quanto no EBITDA.

Apesar dos esforços das organizações, é impossível prevenir totalmente incidentes de quebra de confiança. No entanto, as empresas podem preparar-se fazendo a avaliação da situação actual, tornando a confiança parte da cultura organizacional e elevando o papel da confiança na estratégia global.

Ao fazê-lo, vão poder diminuir o número de incidentes. E quando um caso ocorrer, a estratégia vai ajudar a diminuir o impacto.

«Actualmente podemos quantificar o impacto da confiança, especialmente o impacto da perda desta na receita das empresas e no crescimento do EBITDA. Desde recolhas de produto e violações de dados ou erros da equipa executiva, as quebras de confiança representam um risco cada vez maior para a saúde financeira das empresas. Os líderes atuais devem cumprir as promessas da sua empresa de forma a limitar o impacto duradouro que um grande incidente de confiança pode ter sobre a sua competitividade», explica Pedro Galhardas, managing director responsável pela Accenture Strategy em Portugal.

O Índice de Agilidade Competitiva, desenvolvido pela Accenture Strategy quantifica o impacto da confiança nos resultados da empresa, com base na análise de 7030 organizações em 20 sectores, em várias dimensões interdependentes como crescimento, lucro e sustentabilidade e confiança.

 

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Artigos de pele portugueses inspiram campanha
Automonitor
Renault apostada na eletrificação em 2020