Randstad promove boas práticas de saúde e segurança no trabalho temporário

A multinacional de Recursos Humanos é parceira da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) e, dois anos depois do lançamento da Campanha Nacional de Segurança e Saúde para os Trabalhadores Temporários, o balanço da iniciativa será feito num seminário de encerramento, que terá lugar no dia 11 de Dezembro, no Auditório do CICCOPN, na Maia.

 

Nesta sessão, a Randstad Portugal vai partilhar a sua experiência na gestão dos seus trabalhadores temporários em matéria de segurança e saúde no trabalho. O painel contará com Maria do Rosário Canais, directora de Qualidade e Segurança da Randstad Portugal, e Sylvie Rocha, responsável de Desenvolvimento da Riopele Têxteis, S.A. A moderação ficará a cargo de Margarida Barosa, técnica superior da ACT.

A Campanha Nacional de Segurança e Saúde para os Trabalhadores Temporários, promovida pela ACT em 2016, integrou, posteriormente, a Campanha Europeia do CARIT/SLIC, sobre a mesma temática, em 2017-2018.

Estas campanhas visaram a realização de um conjunto de actividades que contribuíram para o desenvolvimento de formas de cooperação entre os vários intervenientes na relação de trabalho temporário – a empresa de trabalho temporário, a empresa utilizadora e o trabalhador temporário -, nos momentos de colocação e acolhimento desses trabalhadores. O que se pretende é garantir que os trabalhadores temporários beneficiam  das mesmas condições em matéria de segurança e saúde no trabalho que os restantes trabalhadores e, simultaneamente, contribuir para a redução da sinistralidade laboral.


Veja também estas notícias.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*