Saiba como fidelizar os talentos na sua empresa

Para formar uma equipa competente, o recrutamento é apenas o primeiro passo, sendo depois necessário reter o talento. E os benefícios oferecidos já não chegam. Tendo isto em mente, a Talentia Software deixa sete dicas aos departamentos de Recursos Humanos.

 

A rotatividade de profissionais é bastante dispendiosas para as empresas, não só em termos monetários, como também em termos menos tangíveis, como o conhecimento perdido com um colaborador que decide sair. A Talentia defende que, que forem tidos em conta estes sete aspectos, será mais fácil reter o talento.

 

1. Transparência  – Todos os colaboradores devem saber exactamente o que a empresa espera deles e o que o seu trabalho envolve. Isto não significa que as responsabilidades e obrigações não possam ser alteradas ao longo do seu percurso profissional, mas toda e qualquer mudança deve ser comunicada de forma directa, clara e transparente. Para poder satisfazer as suas expectativas profissionais, os colaboradores precisam saber o que devem fazer para alcançar determinado resultado.

2. Respeito, reconhecimento e recompensa – Os benefícios monetários são sempre um grande incentivo, mas já não chegam. O respeito e o reconhecimento são muito valorizados pelos colaboradores. Se se sentirem valorizados pela chefia, mais facilmente vão sentir que fazem parte do projecto e que estão a contribuir positivamente para a empresa com o seu esforço.

3.Criação de um ambiente de trabalho confortável e honesto – A Talentia defende que os colaboradores devem ser incentivados a falar abertamente sobre a empresa e os profissionais de recursos humanos devem ouvir as suas ideias, sugestões e preocupações sobre o trabalho. Desta forma, estarão a fomentar um grau de transparência que permitirá que todos saibam que momento da vida da empresa estão todos a viver.

4. Análise de desempenho – É muito importante discutir os objectivos de carreira e as expectativas a ela associadas, para deixar claro que há oportunidades para progredir. Esta análise de desempenho também é uma óptima oportunidade para aferir a satisfação do colaborador a longo prazo. A principal preocupação deve ser entender os motivos que os levam a permanecer na empresa, bem como avaliar o grau de satisfação, tanto individual quanto em equipa.

5. Confie nos seus colaboradores – Incentivar a assumir mais responsabilidades, ajudar e guiar os colaboradores nas suas tarefas diárias trará mais benefícios na relação entre estes e a empresa. O objectivo passa por estabelecer um equilíbrio entre o controlo e a independência necessários para realizar o seu trabalho de forma satisfatória.

6. Apoio ao desenvolvimento pessoal – Ajuda a aumentar o talento que tem a empresa, fornecendo os recursos, as ferramentas e a formação necessária para obter novas habilitações profissionais. Opções flexíveis de aprendizagem serão uma forma de garantir que os recursos para o desenvolvimento pessoal e profissional são igualmente acessíveis a toda a equipa de trabalho.

7. Recrute “em casa” – As organizações que priorizam a promoção interna tendem a criar colaboradores mais motivados. Sempre que existirem vagas, os colaboradores devem ser informados de que os seus perfis serão tidos em conta e privilegiados para assumir o cargo. E, para além de motivar os colaboradores,  promover internamente permite economizar custos de recrutamento e formação.

 

Veja também estas notícias.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Automonitor
Primeiras impressões ao volante do novo Skoda Scala