Soft Skills: Competência Imagem Pessoal

Ao entrar no mercado de trabalho qualquer profissional deve saber apresentar-se, saber estar e saber comportar-se, em todas as situações exigidas pela sua profissão. O sexto e último curso do percurso Skills Jovem é a competência Imagem Profissional.

 

Apesar de tudo, as aparências contam. Num contexto de trabalho cada vez mais diverso, criar uma imagem profissional positiva é um desafio.

De facto, todos nós estamos constantemente a ser observados pelas pessoas que connosco interagem profissionalmente. Elas avaliam os nossos comportamentos e formulam as suas teorias sobre a nossa competência, carácter, empenho, e as suas opiniões rapidamente se espalham pelo local de trabalho.

Uma imagem profissional sólida constitui um factor determinante e diferenciador, quer em processos de selecção, quer na consolidação da carreira. É por essa razão que a sua gestão não deve ser deixada em mãos alheias: se não estivermos a gerir a nossa imagem profissional, alguém o fará por nós.

Estarão os recém-licenciados preparados para construírem a sua imagem profissional? Têm as atitudes, comportamentos e imagem esperados em contexto profissional? Em primeiro lugar, importa definir o conceito de imagem profissional. Esta compreende o conjunto de qualidades e características profissionais que os outros percepcionam sobre nós (clientes, superiores, colegas). Estas características podem ser de aparência, apresentação, tratamento, conduta, entre outras.

Em segundo lugar, é importante distinguir entre a imagem que gostaríamos que os outros tivessem de nós – imagem profissional desejada –  e a imagem que os outros efectivamente têm de nós – imagem profissional percepcionada.

Assim, e independentemente da área onde vão trabalhar, é muito importante estabelecer desse cedo a fronteira entre a vida pessoal/ social e profissional.  Mesmo que se trabalhe num ambiente descontraído, o local de trabalho não é um encontro de amigos. Os empregadores esperam pessoas que saibam estar e saibam comportar-se com os clientes, com os fornecedores, com os colegas de trabalho, com os superiores hierárquicos ou com outras pessoas com quem se cruzam no dia a dia profissional.

Leia o artigo na íntegra na edição de Fevereiro da Human Resources.

Veja também estas notícias.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*