“Supermentes” humano-computador: Como estão a redefinir o futuro do trabalho?

Quase todos os feitos humanos foram conseguidos por grupos de pessoas e não por indivíduos sozinhos. À medida que incorporamos cada vez mais tecnologias inteligentes em processos tradicionalmente humanos, começa a surgir uma forma ainda mais poderosa de colaboração.

 

Por Thomas W. Malone, professor na MIT School of Management e fundador do Centro MIT de Inteligência.

 

O debate contínuo, e por vezes ruidoso, sobre quantos e que tipos de empregos as máquinas inteligentes deixarão para os humanos no futuro ignora uma questão importante: tal como a automatização do trabalho humano no passado permitiu que pessoas e máquinas fizessem muitas coisas que anteriormente não conseguiam, grupos de pessoas e computadores a trabalharem juntos farão muitas coisas no futuro que nenhum humano consegue agora fazer sozinho.

 

 

Leia a reportagem na íntegra, na edição de Julho/Agosto da Human Resources, nas bancas.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Mark Ronson desvenda futuro dos vídeos de música
Automonitor
Mercedes-Benz revela versões híbridas dos Classe A e B