Trabalha com ecrãs? Cuide dos seus olhos

Olhar para um ecrã o dia todo, enquanto trabalha, pode secar, cansar e irritar os olhos, com consequências mais graves, a longo prazo. Mas não podemos deixar de trabalhar… então, o que podemos fazer?

 

Os smartphones, televisões e tablets também consomem grande parte do nosso tempo livre, o que significa mais “tempo de ecrã”, exaustivo e pouco saudável. Já existe um termo para as eventuais consequências – fadiga visual digital, ou o denominado “computer vision syndrome”.

E apesar de, de facto, o melhor para os nossos olhos, corpos e mentes fosse passar o dia ao ar livre, sabemos que tal não pode acontecer. Mas há cinco passos que pode fazer para contrabalançar alguns dos problemas físicos causados por olhar constantemente para o computador, recomendado pelo Vision Council, assim como com base em artigos médicos publicados por peritos.

Pestaneje – Quando olhamos para ecrãs, esquecemo-nos de pestanejar. Ficamos com os olhos secos. Parece simples, mas garantir que pestanejamos com frequência pode ajudar-nos. Gotas para os olhos são outra forma simples e útil para manter os olhos húmidos.

Aumente o tamanho dos textos – Os textos pequenos fazem-nos semicerrar os olhos e pôr a nossa face mais perto do ecrã, o que pode causar fadiga ocular ou dores de cabeça, entre outros problemas. Aumentar o tamanho da letra e a cor do contraste torna os textos mais fáceis de ler.

A regra dos três 20s  – Depois de vinte minutos de trabalho, faça uma pausa e olhe 20 segundos para algo que esteja longe, a pelo menos 6 metros (é o terceiro 20 porque os Norte-Americanos contam em “pés”). Os nossos olhos têm músculos que nos ajudam a mover e a focar diferentes objectos, mas se olharmos para um ecrã, à mesma distância, durante horas, esses músculos têm dificuldade em ajustar-se, quando voltarmos a mover-nos. É por isso que sentimos a visão desfocada ao final do dia. Por isso, por prevenção, olhe em volta, de vez em quando.

Limite a exposição às luzes azuis – Chamamos “luz azul” à luminosidade proveniente dos ecrãs, conhecidas por provocarem mudanças nos nossos padrões de sono. Parece difícil, mas é possível limitar a nossa exposição. Faça pausas. Marque reuniões ou organize trabalho em meios de papel (agendas, blocos de notas, etc.) Nalguns casos, pode usar um filtro, óculos adaptados, ou mesmo apps que bloqueiam a luz azul.

Coloque o ecrã na posição correcta – Mantenha o computador entre os 88 a 100 centímetros de distância, com o centro a 12 centímetros abaixo do nível dos olhos. Esta é a posição provada a ter menos níveis de esforço visual, e vai prevenir as dores de pescoço e costas, assim como a fadiga visual digital.

Fonte: Business Insider

Veja também estas notícias

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*