Trabalhadores freelance são felizes

Um estudo da Elance, de Junho deste ano, revela que a maioria das pessoas prefere o estatuto de freelancer ao de trabalhador por conta de outrem. A flexibilidade para definir o horário e a agenda é um factor decisivo.

“O mercado está a avançar para lá do modelo tradicional de recrutamento e procura maior flexibilidade, rapidez e o ‘tempo-real’ próprio do recrutamento e do trabalho online”, explica John Diller, vice-presidente das plataformas e operações de cliente na Elance.

Segundo dados deste estudo, 61% prefere ser freelancer. E, entre estes, 72% revela que o controlo sobre a sua agenda é o factor mais importante para a preferência.

No entanto, quem gere os trabalhadores freelancer deve mantê-los tão envolvidos nos seus projectos quanto um colaborador fixo, alerta Diller.

“Isso significa que os clientes devem ser tão específicos quanto possível quando definem um trabalho ou projecto, responder às questões ou aos pedidos de feedback e manter-se sempre a par do andamento do projecto”, aconselha Diller em declarações à revista Talent Management

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

*